Jornal Nova Época O Jornal do seu tempo

loader
X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
<<< VOLTAR
A POESIA REGIONAL GAÚCHA
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

A POESIA REGIONAL GAÚCHA

A POESIA REGIONAL GAÚCHA

(E as rimas da tradição...)

O escritor e poeta Hélio Moro Mariante em “Tentos & Loncas” ressalta o gaúcho e a poesia dizendo ser este “o maravilhoso destino da Estância da Poesia Crioula, desta entidade que congrega poetas dedicados à sua terra, aos seus pagos, às suas querências, aos seus rincões e, até mesmo, às suas taperas”!
Cada um ao seu modo canta a terra, falando de amor, hospitalidade, heroísmo, paixão, ternura. Ou de saudade...

SAUDADE
“Saudade é dor que belisca, / não se sabe dizer onde;
é tropilha muito arisca / que no passado se esconde;
é uma doçura amarguenta / como o mate-chimarrão
tironaço que rebenta / o sovéu do coração”.
É potranca pelo-duro / gaviona, barbaridade.
Não há coração, lhe juro, / que palanqueie a saudade”!
(Alfredo Costa Machado)


“.....................
Saudade é o pio da perdiz, / é a queixa da pomba grande...
É a dor cruenta que o guasca / sente longe do Rio Grande”.
(Ary Veríssimo Simões Pires)


“Saudade é armada de laço / que aos poucos vai apertando,
enquanto a gente sonhando / com a liberdade passada,
não sente o aperto da armada / que aos poucos nos vai matando”.
(Amândio Bicca)

“.............................
Quando a saudade aparece / nos vira todo às avessas,
nos domina os sentimentos / nada mais nos interessa...
Quanta pena sinto eu / de quem saudade não tem;
Porque nunca foi amado / ou não soube amar alguém”.
(Padre Paulo Araripe – Potrilho)

“Quê-pucha, que não esqueço!
Amor, pealo duro... / tristeza, brete do mal...
Saudade,
flor do passado... / lembrança, pingo bagual...
Talvez, mulher, / inda eu possa
de tarde à beira da roça / ir de novo te esperar.
Amor, pealo duro...
Saudade,
flor do passado / crescida no meu olhar”!
(Lauro Rodrigues)


A Estância da Poesia Crioula, vale lembrar, foi fundada em 1957 e ainda hoje, reúne poetas e escritores que pesquisam, contam e cantam as coisas do Rio Grande do Sul... a nossa terra!

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para A POESIA REGIONAL GAÚCHA

Enviando Comentário Fechar :/

Últimas Notícias

Matérias de Capa

PUBLICIDADE Jornal Nova Época