Jornal Nova Época O Jornal do seu tempo

loader
X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
<<< VOLTAR
A religiosidade dos açorianos no RS
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

A religiosidade dos açorianos no RS

É muito marcante, a religiosidade popular do açoriano que veio povoar estas plagas. Seus descendentes, em sua maioria, ainda confirmam essa disposição religiosa, como bem citou o Sacerdote Leo Pedro Schneider, em seu trabalho “A Contribuição Açoriana Para a Formação do RS” (Santo Antônio da Patrulha, Re-Conhecendo Sua História)...
Dentre essas tradições populares, vamos abordar hoje O Orago do Lugar:
Deve ser venerado no mais íntimo de cada ser, respeitar suas festas e sua imagem, tocá-la, beijá-la e colocar-lhe uma fita, para assim, assegurar sua proteção.
Conforme as palavras do Sacerdote Leo: “... o relacionamento com o santo se faz através da promessa. O ato religioso mais comum, mais apreciado e mais importante do catolicismo popular é a promessa. É conhecida em praticamente todas as famílias onde a tradição e o espírito religioso se conservam. A promessa dirige-se a um santo. O resultado que se espera é o milagre. Uma vez o milagre reconhecido, convém pagar a promessa. Promessa é dívida, diz o povo”.
A Festa do Orago visa propagar e exaltar os milagres do santo. Assim também a “velação do santo”, que consiste numa festa domiciliar com a imagem que se tem em casa, muitas vezes trazidas por ancestrais de além mar (ou, se for o caso, com alguma outra imagem emprestada), sobre uma mesa, prateleira ou até mesmo (e não raro!) em um oratório. Na sala, reúnem-se amigos, parentes e vizinhos. O dono da casa ou um “capelão” convidado, canta o Terço ou as Excelências de Nossa Senhora diante da imagem cercada de velas (daí, velação!). Após o ato religioso, transporta-se o santo para outra peça da casa e começa o baile. “Nunca vi ninguém gostar tanto de baile como eles”, conclui o Sacerdote Leo.
É o santo protetor do lugar. Todos aqueles que ajudam a igreja e suas festas, merecem seus favores. Por outro lado, negar esmola para o santo, é atrair suas iras...
O Orago, herança lusa a muitos estados do Brasil, é uma manifestação religiosa muito forte aqui no Rio Grande do Sul... a nossa terra!

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para A religiosidade dos açorianos no RS

Enviando Comentário Fechar :/

PUBLICIDADE Jornal Nova Época