Jornal Nova Época O Jornal do seu tempo

loader
X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
<<< VOLTAR
A SAUDADE TEM INÍCIO, MAS ESQUECEU DE TER FIM
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

A SAUDADE TEM INÍCIO, MAS ESQUECEU DE TER FIM

A SAUDADE TEM INÍCIO, MAS ESQUECEU DE TER FIM

Escrever uma coluna mensal, para um jornal, requer atenção aos fatos, boa memória e um coração. Os fatos precisam ser reais e o coração trazer a poesia dos encontros. Em uma semana de tantas pautas culturais eu preferi sair do óbvio e lembrar de dois meninos, com quem tive o prazer de conviver: o Chico Viale, meu irmão amado e o Guto Schilieper, amigo dele e um dos sorrisos mais lindos que conheci.

A vida tem sido muito desafiadora nestes últimos anos. Foi-se o tempo de festas e gargalhadas. Chegaram os momentos de consciência, de análise e de conclusões. Talvez eu esteja envelhecendo, ou amadurecendo em velocidade master. Já briguei com dores, perdas. Já chutei o mundo e neguei a realidade. A vida não se comoveu. Continuou sua trajetória normal. E depois de tanto bater cabeça decidi aceitar esta senhora como ela é, com alegrias e saudades.

É por isto que tenho lembrado tanto destes dois meninos, que me fizeram rir muito na nossa adolescência, nos nossos vinte e poucos anos. Mas também me fizeram chorar ainda mais. Partiram muito cedo, com as carinhas de meninos do bem. Partiram tão repentinamente. E de lá para cá tenho pensado no sentido que é existir.

Concentramos nossas forças em situações “para o resto da vida”, quando a vida pode ser um único momento. Sonhamos com amores que atravessam décadas, quando amar é somente rir com os olhos. Desejamos sucesso na carreira profissional, quando as vitórias são feitas de pequenas gentilezas. Falamos mal da saudade, quando é ela que nos confirma que aquele amor, aquela amizade existiu.

Decidi fazer as pazes com tudo que não entendo, mas que se chama vida real. Quero andar mais alguns quilômetros nesta trajetória e fazer valer cada instante que se fez real, mas que hoje chamo saudade. Quero fazer valer cada abraço que dei nestes dois meninos e que me trouxe tanta paz e alegria. Quero saber viver com o coração livre, porque sentir ainda é uma preciosidade. Sentir saudade não é de todo ruim. É a certeza de que vocês estiveram aqui conosco. Obrigada Chico e Guto, por terem estado aqui!

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para A SAUDADE TEM INÍCIO, MAS ESQUECEU DE TER FIM

Enviando Comentário Fechar :/

Últimas Notícias

Matérias de Capa

PUBLICIDADE Jornal Nova Época