Jornal Nova Época O Jornal do seu tempo

loader
X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
<<< VOLTAR
CAIXA DE PAPELÃO COM ENFEITES
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

CAIXA DE PAPELÃO COM ENFEITES

CAIXA DE PAPELÃO COM ENFEITES

No meio de tantas luzes percebemos que o Natal já chegou em Canela. São espetáculos, muita música emocionante, iluminação especial e o Papai Noel nos chamando para viver o espírito natalino. No meu tempo de criança, o Natal era tempo de reencontrar a família, com uma mesa farta de comida, presentes debaixo da árvore decorada. Passei parte da infância em Campinas, no interior de São Paulo, e Natal com a família era das minhas maiores esperas do ano. Principalmente o dia, em que família pegava, na garagem, a caixa de papelão, repleta de enfeites natalinos, para decorar o pinheirinho.

No meio das luzes, da decoração tão afetuosa que está pelas ruas de Canela, eu gosto de parar em frente à Catedral de Pedra e contemplar. Só admirar. Seja dia ou noite. É o momento em que escrevo mentalmente minha cartinha para o Papai Noel. No primeiro parágrafo agradeço por estar chegando ao final deste ano. Mesmo com tantos desafios e obstáculos, eu cheguei até aqui. Um tanto machucada, dolorida, mas viva. Agradeço cada instante que está acontecendo, seja ele como for, porque viver é antes de mais nada uma escola real de superação. Viver é abrir a janela e observar o todo, seja um dia de frio, calor, chuva ou neve. É encarar de frente o teu cenário sem querer fugir da história.

Na carta ainda conto para o Papai Noel que viver o Natal, já em novembro, me parece um tanto precipitado, mas também consigo perceber que ganho dias a mais, para esta reflexão. Procuro não viver datas, mas o sentimento, a energia do momento. Não é sobre reverenciarmos dias no calendário, mas sobre ressignificar estes valores no nosso cotidiano. É sobre ampliarmos bons sentimentos para uma prática diária, constante e necessária. Enquanto escrevo esta coluna, uma crise humanitária acontece no mundo, onde refugiados africanos pedem abrigo em continente europeu, mas são negados em países que se proclamam humanitários. Crianças, filhas de refugiados africanos, são encaminhadas de um navio que rejeita, a outro, que tenta acolher, em caixas de papelão. E lembro de Jesus Menino, que ao nascer teve sua morte decretada, por trazer amor ao mundo.

Nesta carta telepática, peço ao Papai Noel, que nos 365 dias do ano de 2023, possamos viver o amor de verdade e escrever continuamente sobre isto. Porque o ódio já transbordou e nos deixou com esta caixa de papelão.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para CAIXA DE PAPELÃO COM ENFEITES

Enviando Comentário Fechar :/

Últimas Notícias

Matérias de Capa

PUBLICIDADE Jornal Nova Época