Jornal Nova Época O Jornal do seu tempo

loader
X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
<<< VOLTAR
CANELA PLANEJA UM NOVO SISTEMA VIÁRIO
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

CANELA PLANEJA UM NOVO SISTEMA VIÁRIO

A Câmara de Vereadores de Canela aprovou por 9 a 1, na sessão de segunda-feira (11), o projeto de lei que institui o Plano Diretor Municipal de Mobilidade Urbana (PlanMob). Com o sinal verde do Legislativo, a Prefeitura poderá promover alterações no sistema viário municipal, criar novas rotas, implantar rede de ciclovias, instalar novos equipamentos, abrir novas ruas, entre outras mudanças.
O titular da Secretaria de Meio Ambiente, Urbanismo e Mobilidade Urbana, o biólogo Jackson Müller, destaca a importância de Canela ter elaborado e poder implementar as diretrizes previstas no projeto. “É um instrumento que o município necessitava e que gerou uma mobilização importante. Agora se transforma em uma ferramenta, em um instrumento de planejamento e organização da mobilidade urbana. A ideia é, a partir dessa estrutura legal aprovada pela Câmara, organizar esses diferentes componentes que foram previstos no plano de mobilidade urbana”, avalia Müller.
Segundo ele, os estudos que apontaram a necessidade de intervenções na malha viária foram realizados durante um ano pela sua secretaria juntamente com uma empresa terceirizada. Com isso, o Plano Diretor de Mobilidade Urbana também contempla a zona rural de Canela. “De forma bastante pioneira buscamos uma integração com o entorno do município, estabelecendo essas conexões regionais que visam proporcionar melhorias nas condições de mobilidade de ums cidade com uma vocação turística bastante importante”, comenta o secretário.
Müller esclarece que o PlanMob busca estimular e organizar a circulação de pedestres, mas também vai disciplinar os transportes coletivo e de cargas. “O projeto também foca a questão do transporte público e a circulação de cargas no território municipal em função dessa relação regional e da questão econômica”, explica.
A construção de rotatórias, melhorias na malha asfáltica, alargamento de vias existentes e colocação de semáforos fazem parte do conjunto de obras e ações planejadas para equacionar problemas pontuais de trafegabilidade e circulação de pedestres. “O Plano de Mobilidade Urbana tem uma série de componentes importantes. Ele trata da questão do sistema viário do município estabelecendo vias e rotas de importância, traz também uma novidade de fundamental importância dentro da busca de uma cidade mais sustentável, que é a questão da circulação cicloviária criando rotas e ciclovias”, destaca Müller. O Plano Diretor de Mobilidade urbana divide Canela em setores: Centro, Norte, Sul, Leste e Oeste.
CONTROVÉRSIA
Único voto contra o Plano Diretor Municipal de Mobilidade Urbana, o vereador Jerônimo Terra Rollim (PDT) afirma que foi contrário a proposição por entender que a aprovação da matéria foi inconstitucional. Segundo ele, a legislação federal sobre o tema exige a realização de audiência pública para validar a lei local. “O despacho da Procuradoria da Câmara aponta que o Poder Executivo não realizou a audiência pública obrigatória por lei. A lei federal diz, no Art. 24, § 4º, que o Plano de Mobilidade Urbana deverá ser elaborado e aprovado até 12 de abril de 2021, ou seja, há prazo para fazer a audiência pública”, afirma o parlamentar. “Eu entendo que, sem audiência pública, além de faltar um requisito legal, a comunidade canelense não pode, ou não poderia, arcar com que uma área tão essencial como a mobilidade urbana não seja discutida no mínimo com os técnicos de trânsito e mobilidade e amplamente com a população”, observa Rollim. “Ainda, a lei federal exige, no Art. 22 I, que o projeto deve ter a identificação dos meios financeiros e institucionais que assegurem sua implantação e execução, o que também não há”, acrescenta o vereador.
CONTRAPONTO
Já o secretário Jackson Müller, informa que foi realizada uma audiência pública na sede do Legislativo canelense para apresentação do Plano de Mobilidade Urbana em 17 de julho do ano passado, contando inclusive com a presença de Rollim, conforme ata de presenças assinada. Müller ressalta que o dinheiro para a execução das ações previstas no projeto será indicado no orçamento de 2021 do município. “As previsões de recursos serão incluídas na LDO do próximo ano, uma vez que a lei foi aprovada agora”, garante Müller.

CONFIRA ALGUMAS AÇÕES PREVISTAS

Acesso Leste
Consiste em um conjunto de vias que compõem o eixo principal de entrada da cidade, envolvendo as ruas Danton Correa da Silva, João Pessoa, Avenida Osvaldo Aranha e Rua Tenente Manoel Correa.
Objetivos
Organizar o tráfego na área de influência das vias, de modo a superar os conflitos existentes e aumentar a capacidade de circulação na área de influência.
Conexão da Avenida Osvaldo Aranha com a Rua Getúlio Vargas -
Intervenção proposta
Implantação de rotatória com a reorganização dos fluxos locais e alargamento da Rua Getúlio Vargas.
Conexão da Rua Getúlio Vargas com a Rua Tenente Manoel Correa
Trata-se de cruzamento com elevados volumes de tráfego, tanto local como de passagem para os setores norte e leste da cidade, conexão com a RS-235 ao leste, além de conexão com a Vila Suzana, localizada ao noroeste.
Intervenções propostas

Supressão de conversões à esquerda na conexão da Rua Getúlio Vargas com a Rua Tenente Manoel Correa, em direção à Vila Suzana para minimização dos conflitos e aumento da capacidade viária ou inserção de rotatórias no cruzamento da Rua Getúlio Vargas com a Rua Tenente Manoel Correa.


Remodelação do eixo de acesso oeste (Gramado).

Trata-se do binário de vias que caracterizam o eixo de entrada oeste da cidade (Gramado-Canela) formado pela Av. Osvaldo Aranha e Rua Danton Correa da Silva e que, juntamente com a Rua Getúlio Vargas, formam um triângulo que distribui os fluxos para o Centro, setor norte e setor sudeste e acesso regional para São Francisco de Paula. Quatro intervenções são propostas.


Intervenções propostas


Construção de acessos sobre a ilha que se cruzam em nível formando “x” controlado por semáforo.
Construção de acessos de transposição apenas no sentido Gramado - Canela (entrada).
Construção de acessos de transposição apenas no sentido Canela - Gramado (saída).
Construção de acessos de transposição em “x” em níveis diferenciados, com a configuração de um misto de elevada e trincheira.
Estruturação de perimetrais
Conjunto de vias que permitem a ligação dos bairros entre si, com o eixo de conexão regional e com o anel viário, permitindo a distribuição dos fluxos sem passar pelo Centro.
1ª Perimetral Leste
Conexão da Av. Grande Hotel com a Rua Curt Mentz, Rua Grande Hotel, Rua Assis Brasil, Rua Teixeira Mendes.
2ª Perimetral Leste
Conexão com a Rua Godofredo Raymundo, Rua Curt Mentz, Rua Tio Elias, Rua Pedro Selbach, Rua Padre Cacique, conexão com a Perimetral Norte.
1ª Perimetral Norte
Conexão ao Oeste com a Rua Dona Carlinda, Rua Sete de Setembro, Rua São João.
2ª Perimetral Norte
Conexão com a Rua João Pessoa, Rua Bernardino Timóteo da Fonseca, Rua Fernando Ferrari, conexão com Av. Marechal Castelo Branco.
Perimetral Sul
Rua Danton Correa da Silva, Rua Rodolfo Schlieper, conexão projetada da Rua Rodolfo Schlieper com a Rua Dom Pedro II, Rua Dom Pedro II, conexão com a 1º perimetral Leste na Rua Teixeira Mendes.
Reorganização do tráfego na área central
Setor Centro-oeste
Binário Av. Júlio de Castilhos/Dona Carlinda,
Implantação de sinalização para a configuração do binário de tráfego
Remodelação geométrica das conexões com a Av. João Pessoa e Rua Augusto Pestana (supressão das rotatórias).
Setor Centro-Leste:
Binário Rua Borges de Medeiros/Av. Visconde de Mauá
Implantação de sinalização para a configuração do binário de tráfego;
Remodelação geométrica das conexões com a Av. João Pessoa (supressão das rotatórias).
Setor Centro-Oeste
Sentido único nas ruas Dona Carlinda, Antenor T. de Souza e Tenente Manoel Correa.
Rua Augusto Pestana, sentido único Centro-bairro, desde a Av. Visconde de Mauá até a Rua Paul Harris
Rua Antenor T. de Souza: sentido único Centro-bairro, desde a Rua Paul Harris até a conexão com a Rua Tenente Manoel Correa/Rua Getúlio Vargas.
Rua Tenente Manoel Correa: sentido único bairro-Centro, desde a conexão com a Rua Getúlio Vargas até a Rua Paul Harris.
Setor Centro-Sul
Binário Rua Danton Correa da Silva/Rua Coronel Diniz e Rua Rodolfo Schlieper/Rua Dom Pedro II
Implantação de sinalização para a configuração de sentido único.
Abertura de via de conexão entre as Ruas Danton C. da Silva e Cel. Diniz.
Abertura de via de conexão entre a Rua Rodolfo Schlieper e Rua Dom Pedro II .
Ajustes geométricos nos pontos com rotatórias.

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para CANELA PLANEJA UM NOVO SISTEMA VIÁRIO

Enviando Comentário Fechar :/

Últimas Notícias

Matérias de Capa

PUBLICIDADE Jornal Nova Época