Jornal Nova Época O Jornal do seu tempo

loader
X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
<<< VOLTAR
COMO DEVOLVER
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

COMO DEVOLVER

COMO DEVOLVER

Além de colocar a mão na consciência, os canelenses e gramadenses que receberam sem precisar o auxílio emergencial de R$ 600 do Governo Federal, tem outro caminho: devolver o valor, antes de sofrer uma ação judicial. O Ministério da Cidadania lançou, esta semana, um site para que os cidadãos que receberam R$ 600 ou R$ 1.200 do auxílio possam fazer a devolução do benefício. A plataforma devolucaoauxilioemergencial.cidadania.gov.br exige somente o número do CPF para o cidadão devolver o valor. Vale, inclusive, para aquele profissional liberal que desfila com um Mercedes-Benz de R$ 200 mil por Gramado.

ACESSO A UTIS

O prefeito Constantino Orsolin (MDB) e a secretária de Saúde, Patrícia Valle participaram, semana passada, de uma videoconferência com demais prefeitos e secretários de Saúde de cidades da Serra. O objetivo foi alinhar estratégias para melhorar os índices e sair da bandeira vermelha do modelo de distanciamento controlado do governo estadual.
Na ocasião, os prefeitos explanaram sobre as ações de combate à pandemia que foram adotadas pelos municípios e que fazem parte do cálculo definido pelo Estado, além das alternativas para aprimorar e aumentar a ofertas de leitos de UTI para a região. Orsolin falou que o encontro se concentrou no debate sobre os municípios que possuem leitos de UTI, mas que seria necessário também se analisar critérios e medidas adotadas pelas cidades menores. “Gramado vai credenciar mais oito leitos de alta complexidade e queremos trabalhar na possibilidade de Canela ter acesso a esses leitos quando necessário”, ponderou.

LEITOS A MAIS

A abertura de oito leitos temporários de UTI exclusivos para Covid-19 no Hospital São Miguel e a mobilização dos municípios contribuíram para que Gramado e a Região da Serra retornassem à bandeira laranja dentro do modelo de Distanciamento Controlado do RS. Além de ações práticas como a oferta de oito novos leitos de UTI (disponibilizados pelo Governo Federal e entregues na semana passada), o prefeito de Gramado, Fedoca Bertolucci (PDT), citou a ação dos prefeitos da Região das Hortênsias, que desde domingo passado (dia seguinte à decretação da bandeira vermelha) se mobilizaram para que o Governo do Estado reexaminasse os critérios que definem a bandeira da Macrorregião de Caxias do Sul, à qual Gramado pertence (junto com mais 48 municípios).
A melhoria na oferta de leitos de UTI exclusivos para Covid-19 na região, segundo o próprio governador Eduardo Leite (PSDB), foi um indicador que contribuiu para que a Serra mudasse da bandeira vermelha para laranja. Segundo o Governo do Estado, a região ampliou de 33 para 82 os leitos de UTI livres. A ocupação de UTIs por pacientes de síndromes respiratórias caiu de 71 para 51 e de confirmados para Covid-19, reduziu de 44 para 39.

SOMOS UM SÓ

Aquela semana de bandeira vermelha mostrou claramente que não há divisões de cidades quando o assunto é Covid-19. Somos região, e como tal devemos comportar para que nunca mais tenhamos uma bandeira vermelha em Canela e Gramado.

TCE SUSPENDE

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS) determinou, em tutela de urgência, a imediata suspensão da concorrência pública nº 02/2020 do Município de Gramado, cujo objeto é a contratação de empresa especializada para execução dos serviços de interligação entre as ruas Theobaldo Prinstrop e Abramo Eberle. A obra pretende ligar os bairros Prinstrop e Piratini, como forma de melhorar a mobilidade urbana da cidade.
Conforme análise do relator, conselheiro substituto Roberto Loureiro, há indícios de irregularidades na licitação, como na definição do tipo técnica e preço com sobrevalorização da proposta técnica em detrimento do menor preço; exigência indevida para capacidade técnico-profissional; além de ausência de autorização para que consórcios de empresas possam participar do processo.
O relator também considerou o prazo de abertura da licitação que está marcado para o próximo dia 22 de junho.

TJ NEGA RECURSOS

A notícia de que o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS) negou um recurso especial e um recurso extraordinário do ex-prefeito Nestor Tissot (PP) no caso da tentativa de compra de um centro comercial no bairro Várzea Grande, acirrou os ânimos políticos em Gramado na segunda-feira (22). Partidos de situação divulgaram o print da decisão, cujo acórdão sequer estava disponível no site do TJRS. Em nota, o presidente do PP de Gramado, Jaime Schaumlöffel, disse que o ex-prefeito e sua defesa não foram notificados da decisão. “Infelizmente a política gramadense tem sido feita ultimamente por meio de inusitadas comemorações de meras movimentações processuais”, afirma a nota. Segundo Schaumlöffel, cabem recursos a tribunais de Brasília, e o ex-prefeito segue com seus direitos políticos assegurados como pré-candidato a prefeito de Gramado.

GÁS NATURAL ESTÁ PERTO

COMO DEVOLVER

A abastecedora Fagundes, em Três Coroas, é o primeiro posto de GNV do município. O estabelecimento é o cliente inicial da Sulgás do segmento veicular a ser atendido no projeto de expansão da rede canalizada para a região entre Três Coroas, Gramado e Canela. Também é o primeiro posto a vender GNV com um gerador movido a gás natural, e o segundo a operar esse sistema em tempo integral no Estado.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para COMO DEVOLVER

Enviando Comentário Fechar :/

Últimas Notícias

Matérias de Capa

PUBLICIDADE Jornal Nova Época