Jornal Nova Época O Jornal do seu tempo

loader
X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
<<< VOLTAR
Devoção em tempos de pandemia
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Devoção em tempos de pandemia

A pandemia do coronavírus mudou hábitos da população e exige a adoção de medidas de segurança sanitária para evitar a proliferação da covid-19. Eventos grandiosos como a tradicional festa em honra a Nossa Senhora de Caravaggio tiveram a sua programação adaptada para que devotos da santa pudessem renovar a sua fé, pedir graças ou pagar promessas.
Em 2020, não foi possível promover a festividade devido ao surgimento da pandemia e, neste ano, a comissão festeira optou por realizar missas drive-in com transmissão virtual e duas romarias motorizadas.
Apesar das recomendações contrárias para que fieis não percorressem o trajeto a pé do Centro até o Santuário de Caravaggio, no bairro Saiqui, alguns romeiros caminharam até o templo.
Por razões distintas, muitos fiéis participaram das atividades oferecidas ou envolveram-se na organização dos festejos, mas com objetivos semelhantes: agradecer graças ou fazer promessas. Foi o caso do comerciante Gilberto Caberlon, 51 anos, que teve um motivo mais do que especial para renovar a sua fé em Nossa Senhora de Caravaggio.
Infectado pela covid-19, no final do mês de fevereiro, ele ficou 13 dias hospitalizado em Caxias do Sul, tendo inclusive a necessidade de fazer uso de um respirador de alto fluxo, o que, na prática, significa que esteve a um passo de ser internado em uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).
Caberlon passou por momentos difíceis na luta pela sua recuperação. Além do tratamento médico, ele buscou esperança e forças na fé que tem na santa. “Me agarrei em Nossa Senhora e disse pra ela que eu ainda precisava cumprir uma missão que ela tinha me dado e que eu não gostaria de ficar pelo meio do caminho”, conta o comerciante.
Pelo segundo ano consecutivo, Caberlon foi integrante da comissão organizadora. Por isso, ele tinha o desejo de juntamente com os demais festeiros concluir e executar as comemorações deste ano. “Como não foi possível realizar a festa da maneira convencional, programamos missas e novenas no sistema drive-in. De alguma forma conseguimos alcançar o objetivo de fazer alguma coisa pelo dia da santa e pelos devotos também. A nossa missão de festeiro foi alcançada, recebemos um bom público dentro das normas sanitárias. Pessoas que foram a pé respeitaram os limites de distanciamento e o uso de máscara”, comenta Caberlon.
FÉ RENOVADA
Caberlon é devoto de Nossa Senhora de Caravaggio praticamente desde que nasceu. Logo nos seus primeiros anos de vida, ele era levado à festa em honra a santa pelo seu pai em uma época em que o caminho até o Santuário de Caravaggio não era pavimentado. “Agora, sou devoto ainda mais”, afirma, após ter seu pedido atendido. Ele credita a sua cura a Mãe de Caravaggio.
Nas comemorações do ano que vem, Caberlon juntamente com a sua esposa, Sueli, estará entre os coordenadores do evento. “É uma responsabilidade a mais, mas juntamente com outros coordenadores e festeiros vamos conseguir administrar bem essa questão”, destaca.
“Temos que ver como vai ser daqui para frente para planejarmos a próxima festa. Esperamos que todos já estejam vacinados, que essa situação passe logo. Mesmo não havendo uma previsão de quando isso vai terminar, vamos ter fé que logo, tudo isso, seja resolvido”, vislumbra Caberlon.

 

MISSAS DRIVE-IN E ROMARIAS MOTORIZADAS

Coordenados pelo padre Victor Farias, a Comissão Festeira e o Conselho Administrativo do Santuário promoveram romarias motorizadas no domingo (23) e quarta-feira (26), além de missas no sistema drive-in com transmissão virtual. As romarias partiram da Catedral de Pedra, às 8h30, rumo ao santuário. Na chegada, além da bênção, os organizadores recepcionaram os motoristas, que não desceram de seus automóveis. A estimativa é que no dia 26, data em que a Igreja Católica rende homenagens à santa, cerca de mil veículos participaram da romaria motorizada.
A imagem peregrina da Mãe de Caravaggio estava decorada com flores coloridas no caminhão da empresa Razera Gramas, dirigido por Alex Razera, 33 anos, que afirma que todos na empresa são devotos de Caravaggio. “Ela é o maior símbolo de proteção. Ela é a luz na estrada, intercede por nós e nos acompanha”, afirma Alex.
No domingo (23), quando ocorreu a primeira romaria motorizada, a imagem peregrina foi conduzida no caminhão do canelense Ivan Pedro de Quadros, motorista profissional há 30 anos e que estava na fila para a honraria há 15. Ivan disse que foi uma surpresa quando os organizadores entraram em contato com ele. Imaginou que demoraria ainda mais alguns anos para chegar sua vez. Para ele, o significado de levar a imagem da Santa de Caravaggio na romaria é de gratidão. “Ela é nossa Mãe, nossa devoção é toda dela. Ela é tudo para a gente.”
No Santuário de Caravaggio, na parte da tarde, foi celebrada uma Missa Campal, em frente ao Monumento da Prece, presidida pelo reitor do santuário, padre Victor Farias, que comemorou o sucesso da romaria. “Celebrar a fé ajuda as pessoas a superar as dificuldades.”

Devoção em tempos de pandemia

IMAGEM peregrina da santa foi levada por fieis

PAGADORES DE PROMESSAS
Nos dois dias de homenagens, pagadores de promessas, apesar de o evento não contar com romaria a pé, fizeram o trajeto caminhando pelas ruas centrais de Canela e pela avenida Cônego João Marchezi, chegando ao santuário para agradecer por realizações alcançadas.
De pés descalços, com velas, flores e até mesmo subindo a escadaria que leva ao Monumento da Prece, de joelhos. Tudo para demonstrar fé. A organização do evento esteve todo o tempo orientando para que não houvesse aglomerações de pessoas no local e também exigindo o uso de máscaras.
O reitor do santuário, padre Victor Farias, afirmou que “apesar do evento não ser como gostaríamos, com grandes festejos em função da pandemia, promovemos duas lindas romarias motorizadas, oportunizando aos fiéis virem até o Santuário buscar uma bênção especial.”

PRÓXIMA EDIÇÃO
A Comissão Festeira que esteve a frente da Romaria e Festa em 2020 nomeou a nova comissão, que será responsável pela organização do evento em 2022. Os casais coordenadores serão: Agostinho Leopoldo e Cerisa Lúcia Henz, Gilberto e Sueli Caberlon e ainda André Casagrande e Maria Rosinei Ávila dos Santos, Cássio de Abreu e Raquel Wortmann, Darlen Pruch Macedo e Jucilaine da Silva Pereira, Gilmar de Oliveira de Paula e Ilda da Rosa, Glauco Paulino e Edilza da Silva, Rodrigo e Cátia Veloso, Valdenir e Cleusa Teresinha Santos. O casal presidente do Conselho Administrativo do Santuário, Lauro e Ieda Drechsler, também fazem parte.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para Devoção em tempos de pandemia

Enviando Comentário Fechar :/

Últimas Notícias

Matérias de Capa

PUBLICIDADE Jornal Nova Época