Jornal Nova Época O Jornal do seu tempo

loader
X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
<<< VOLTAR
DIGA-ME COM QUE ANDAS...
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

DIGA-ME COM QUE ANDAS...

DIGA-ME COM QUE ANDAS...

DIGA-ME COM QUE ANDAS... 

Andar pelo campo e matas em busca de imagens e inspiração para escrever exige, além de um pouco de preparo físico, alguns equipamentos para preservar os pés de acidentes potenciais. Um dos mais frequentes é a torção no tornozelo ou estiramento que podem ser devido à utilização inadequada de um bom calçado ou a uma avaliação errada do terreno ao caminhar. Neste último caso, o mais frequente é uma queda que pode ser leve ou severa, trazendo dores e contraturas que duram muito tempo. Nos últimos dez anos, tenho andado por regiões de todo tipo de terreno e enfrentado desafios de muitos tipos. Pés firmes e bem protegidos garantem uma caminhada segura, mas nem sempre confortável. Botas e coturnos são os que utilizo com mais frequência, mas nunca são os mais leves e flexíveis.

DIGA-ME COM QUE ANDAS... 

A proteção e segurança dos pés e pernas durante jornadas de algumas horas é fundamental para que se possa, no dia seguinte, seguir o trabalho e a escolha de um equipamento adequado é fundamental. Teoricamente, os melhores são mais caros, mas é possível encontrar alternativas condizentes com valores razoáveis. Pensar em serpentes é uma das minhas maiores preocupações, o que me fez adotar, recentemente, uma bota de borracha de cano longo e mais pesada, mas bem confortável e macia. Andar pelo campo alto, sem enxergar onde se pisa, é uma receita pronta para um acidente ofídico e não há como evitar. Então, bota de cano longo, já que a estatística de acidentes diz que mais de 90% das picadas de serpentes ocorrem abaixo dos joelhos.

DIGA-ME COM QUE ANDAS... 

Bastão de caminhada ajuda muito para o equilíbrio, principalmente na travessia de arroios e rios. Outra função importante é a de perscrutar o terreno quando ando por banhados. O bastão ajuda a saber se o terreno é firme ou não, sendo suficiente uma espetada à frente. Utilizo, há anos, um bastão de taquara feito por mim, sem nenhum luxo. Apenas tive a atenção de cortar a taquara no inverno (meses que não tem R) e na lua nova, época em que as plantas estão em repouso maior. Isto evita o apodrecimento da taquara e me garante firmeza e precisão nos movimentos. Já levantei e retirei, das trilhas, serpentes de várias espécies com o bastão, que permite segurança no manuseio destes ofídios peçonhentos e outros que encontro.

DIGA-ME COM QUE ANDAS... 

Camisa de manga comprida com bolso para o celular é outro item importante da minha indumentária que me protege do sol e de arranhões. O bolso para o celular, com zíper, é muito útil, já que a maioria das minhas fotos é feita com ele. Sempre à mão e protegido, fica fácil de sacar e guardar permitindo tomadas a qualquer momento. Quando me lembro, utilizo um cordão de segurança que prende o celular, evitando quedas e perdas. Calça folgada com vários bolsos é outro item essencial, já que me permite levar o canivete e alguns itens menores para qualquer precisão. É com estes que ando, e sou aquilo que possuo.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para DIGA-ME COM QUE ANDAS...

Enviando Comentário Fechar :/

PUBLICIDADE Jornal Nova Época