Jornal Nova Época O Jornal do seu tempo

loader
X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
<<< VOLTAR
Doses (escassas) de esperança
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Doses (escassas) de esperança

O começo do processo de imunização contra a covid-19 encheu a população brasileira de esperança. Após a aplicação da primeira dose em São Paulo, a vacina começou a ser distribuída para todas as regiões brasileiras. O sentimento de que a pandemia poderia estar perto do fim, no entanto, provocou desleixo da população com as medidas de prevenção e os casos da doença voltaram a subir. O alerta das autoridades de saúde é para que as pessoas mantenham os cuidados com o uso de máscaras, álcool em gel e evitem aglomerações. Afinal, a quantidade de doses recebidas para imunizar os brasileiros é insignificante.
Em Canela, chegaram 1.540 doses até o momento. O número é menor em comparação com outras cidades da região: Gramado recebeu 2.180 e Nova Petrópolis 1.590. Apesar da lentidão no recebimento, o processo de vacinação na cidade está funcionando de forma ágil. O que falta realmente são doses dos imunizantes. Os idosos com 85 anos ou mais começaram a ser vacinados na terça-feira (9). O lote de vacinas para o grupo terminou na quinta-feira (11). Uma nova remessa deve chegar na próxima semana, mas deve ocorrer entre quinta e sexta-feira em função do recesso de Carnaval.
Enquanto a vacina não chega, é necessário não retroceder no controle da pandemia. O coronavírus mostrou que é traiçoeiro e continua ceifando vidas como ocorreu no Oasis Santa Angela. Todas as residentes e trabalhadores receberam a primeira dose do imunizante, mas um surto atingiu a casa de longa permanência causando cinco mortes na última semana.

DOSES (ESCASSAS) DE ESPERANÇA

VACINA chegou, mas não é o momento de afrouxar os cuidados

CANELA PLEITEIA A VINDA DE MAIS VACINAS

O número de doses de vacina da covid-19 recebido por Canela não agrada a secretária de Saúde, Patrícia Valle. “Estamos cobrando mais vacinas. Canela possui muitos condomínios. Os proprietários dos imóveis não eram residentes, mas acabaram optando por permanecer aqui durante a pandemia”, frisa a secretária.
Para Patrícia, Canela segue o mesmo modelo do litoral gaúcho. “Os moradores de outras cidades migraram para Canela. Notamos um aumento no número de moradores e muitas casas contam com pessoas idosas”, diz.
Patrícia destaca que tem cobrado da Secretaria Estadual de Saúde sobre o fato de Canela receber menos doses do que outras cidades da região. Conforme a secretária, o cálculo estadual considerou a cobertura vacinal de anos anteriores e o censo do IBGE. “O que não justifica. Canela tem um número expressivo de clínicas médicas. Me assustou quando vi que a cidade recebeu menos doses do que Nova Petrópolis”, diz.
Segundo ela, a administração municipal está contestando o cálculo. “Fui muito incisiva no pedido para rever os números. Além do número ser menor do que a necessidade, tem a questão da migração de moradores. Estamos com a população aumentada em função do vírus”, diz.

DOSES (ESCASSAS) DE ESPERANÇA

CONCEIÇÃO Proença, 87 anos, recebeu a primeira dose na terça-feira

VACINAÇÃO DE IDOSOS COM MAIS DE 85 ANOS

Canela recebeu na tarde de segunda-feira (8) 460 doses da Coronavac/Butantan e iniciou a aplicação já na manhã de terça-feira (9). As doses foram distribuídas da seguinte forma: 100 doses para profissionais da saúde; 140 doses para idosos acamados com 65 anos ou mais e um cuidador por idoso (70 para idosos/70 para cuidadores); e 220 doses para idosos com 85 anos ou mais, que começaram a ser vacinados na terça-feira (9). A vacinação foi realizada na estrutura anexa a Unidade Central e os idosos com dificuldades de locomoção foram vacinados no sistema drive-thru. O lote durou até a tarde de quinta-feira (11).
Entre os idosos imunizados, estava o empresário canelense Idemor Piva, de 90 anos. “Agora me sinto mais tranquilo e espero superar esta fase, assim como as demais pessoas. Que a vacina chegue para todos o mais breve possível”, comentou Idemor.
Já a canelense Adriana Proença, 52 anos, levou sua mãe Conceição Proença, de 87 anos, para ser imunizada contra o coronavírus. “Ela acordou às 5 horas. Estava ansiosa pela vacina. Como trabalho com turismo, agora também me sinto mais segura”, disse Adriana.


VACINÔMETRO
O cronograma do público-alvo da Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19 será divulgado sempre nas redes sociais da Prefeitura de Canela, no site www.canela.rs.gov.br/coronavirus, conforme o envio de doses realizado pelo Governo Federal e o repasse feito pelo Governo do Estado.
As informações do Vacinômetro de Canela são atualizadas sempre nas segundas-feiras, contendo um compilado de dados como número de doses recebidas e a quantidade de doses aplicadas, qual a procedência das doses e o público-alvo imunizado.
A secretária de Saúde de Canela, Patrícia Valle, explica que a distribuição das doses segue a resolução Nº 9 de 1º/2/2021 da CIB - Comissão Intergestores Bipartite/RS, que dispõe sobre as ações de Vigilância Epidemiológica e sobre o Programa Nacional de Imunizações (PNI).


ACAMADOS
O Departamento de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde de Canela informa que os idosos com 65 anos ou mais que estão acamados serão imunizados nas suas residências, junto com um cuidador por idoso. O município possui uma relação dos idosos acamados, conforme cadastros das Unidades Básicas de Saúde (UBS’s).

SURTO DE COVID-19 ATINGE OÁSIS SANTA ANGELA

O começo da vacinação em Canela ocorreu justamente no Oásis Santa Angela. O momento foi de alegria e alívio. No entanto, uma triste notícia comoveu os canelenses nesta semana. O Centro de Operações de Emergência (COE) de Canela confirmou na segunda-feira (8) a ocorrência de um surto de covid-19 no residencial de longa permanência de idosas. Foram registrados cinco óbitos. Todas as residentes que tiveram diagnóstico positivo possuíam comorbidades. Um óbito foi registrado na sexta-feira (5), outros três falecimentos ocorreram no sábado (6) e o quinto ocorreu na quinta-feira (11), todos no Hospital de Canela. Outras cinco idosas continuam internadas. Funcionários do lar foram afastados das atividades devido à suspeita de terem contraído coronavírus. Com as mortes das idosas, Canela soma 51 óbitos por Covid-19.
Em nota oficial, a Prefeitura de Canela informa que todos os dados foram coletados pelo Departamento de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde de Canela e repassados para a 5ª Coordenadoria Regional de Saúde. O COE informa que está seguindo todos os protocolos e condutas com base nas notas informativas do Governo do Estado e que fez um mutirão para testagem dos residentes e colaboradores da instituição. De acordo com o COE Canela, todos os 132 residentes e funcionários receberam a primeira remessa da vacina. “No entanto, é necessário o esquema vacinal completo, com as duas doses, para obter a resposta imune esperada para a prevenção da Covid-19”.

DOSES (ESCASSAS) DE ESPERANÇA

LAR de longa registrou cinco óbitos de mulheres idosas

VÍRUS INATIVADO NA VACINA NÃO é CAUSAdor dA DOENÇA

O surto no lar de idosas foi classificado devido ao vírus e não decorrente da aplicação da vacina. Conforme explicou a nota do COE de Canela, o exame do RT-PCR diagnostica o vírus em sua doença ativa. Ou seja, os idosos adquiriram a doença e não desenvolveram o vírus pela vacina. “Não tem o vírus vivo na vacina”, explica a secretária de Saúde, Patrícia Valle.
Conforme Patrícia, as causas do surto ainda são desconhecidas. Uma das possibilidades é que uma das residentes que precisou de atendimento no hospital tenha contraído a doença. “Pode ter ocorrido a contaminação nesse caminho entre o lar e o hospital. O que causa um desespero maior é que não tem como saber onde está o vírus”, lamenta.
Patrícia alerta sobre a necessidade de manter os cuidados enquanto a vacina não chega para toda a população. “O que percebemos é que existe certo descuido com as medidas de prevenção. Muitas pessoas que não pegaram a doença acreditam que não irão mais pegar. No entanto, o número de casos continua crescendo. Temo que a vacina tenha trazido o relaxamento”, conclui.

DRIVE THRU NO CENTRO DE FEIRAS

O programa de vacinação deve ser retomado para a população idosa no final da próxima semana e a Prefeitura de Canela estuda maneiras para viabilizar que a campanha transcorra com conforto e tranquilidade. Segundo a secretária da Saúde, Patrícia Valle, uma das possibilidade é criar um drive thru no Centro de Feiras de Canela. “Conforme o contingente de vacinas que recebermos, vamos usar um espaço maior para evitar a aglomeração de pessoas”, diz.
Patrícia destaca que o sistema de vacinação em Canela segue rigorosamente o que determina a nota técnica do Governo do Estado. Conforme a secretária, 99% dos profissionais da saúde da rede SUS receberam a primeira dose.

DOSES (ESCASSAS) DE ESPERANÇA

IDOSOS são vacinados dentro do carro

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para Doses (escassas) de esperança

Enviando Comentário Fechar :/

Últimas Notícias

Matérias de Capa

PUBLICIDADE Jornal Nova Época