Jornal Nova Época O Jornal do seu tempo

loader
X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
<<< VOLTAR
ELEIÇÕES 2020
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

ELEIÇÕES 2020

As eleições municipais de Canela estão mais próximas. Em 15 de novembro, os 31.263 eleitores aptos a votarem irão às urnas para escolher quem irá administrar a cidade e quem serão os representantes do povo na Câmara de Vereadores pelos próximos quatros anos.
O atual cenário político indica que a tendência é de que haverá duas chapas majoritárias que disputarão a preferência do eleitor. O atual prefeito, Constantino Orsolin (MDB), já anunciou que vai concorrer à reeleição e o PDT, legenda que até pouco tempo fazia parte da base do governo municipal, afirma que terá candidatura própria para enfrentar Orsolin nas urnas. Até a consolidação das candidaturas, muitas dúvidas ainda estão no ar. Oficialmente, as campanhas iniciam em 27 de setembro.
Pelo lado da situação, ainda não está definido quem será o vice da chapa de Orsolin. As possibilidades são a manutenção da aliança com o PSDB, onde o atual vice, Gilberto Cezar, concorreria novamente ao cargo. Outro nome poderá ser indicado pelos partidos coligados ou o MDB ir para as eleições com chapa pura tendo o atual presidente da sigla e ex-secretário municipal, Vilmar Santos, como vice.
Por outra banda, a oposição liderada pelo PDT busca compor uma coalizão partidária com uma dobradinha majoritária com o Progressistas. Essa união seria pouco provável em outros tempos, uma vez as duas agremiações eram adversárias históricas em eleições no âmbito local e também em níveis estadual e nacional.
Mas a política tem disso, um dinamismo capaz de unir e afastar aqueles que por hora comungam do mesmo objetivo: conquistar o poder. Em função da pandemia do coronavírus (Covid-19), as eleições serão atípicas. A tendência é de que a caça aos votos tenha ênfase na internet por meio das redes sociais, mas o tradicional corpo a corpo com o eleitor não deverá faltar. Até a definição das composições majoritárias, vários personagens estão em evidência.

MDB VISLUMBRA CHAPA ÚNICA

O grupo político que comanda o Paço Municipal terá que decidir quem será o vice de Orsolin. Neste sentido, os nomes são Gilberto Cezar (PSDB) e Vilmar Santos (MDB) ou até mesmo um terceiro poderá ser apresentado caso o MDB consiga algo inédito em Canela, uma chapa única.
De acordo com Vilmar Santos, que preside o MDB, até o momento formalmente o Republicanos manifestou intenção de apoiar a candidatura de Orsolin. “As tratativas estão em andamento e a data para realização das convenções se estende até 16 de setembro. Muita coisa ainda vai acontecer até o último instante legalmente permitido”, comenta Santos.
Indagado pelo Nova Época sobre qual o nome mais forte para ser vice na chapa majoritária com o MDB ou com quais nomes o partido negocia a vice, Santos esclarece que “o MDB não negocia com pessoas, discute com partidos. Abrimos as negociações com todas as forças políticas do município”. “Desejamos uma grande coligação em torno de uma chapa única com o MDB na cabeça de chapa. Não sendo possível esse feito inédito, vamos ouvir a todos e levar ao Diretório Municipal, órgão de deliberação do partido, para definir qual das propostas se alinha mais com o plano de governo que será apresentado nessa campanha eleitoral”, acrescenta Santos. O emedebista revela que a principal bandeira na corrida eleitoral por parte da situação será dar continuidade aos projetos que foram implementados na atual administração. “Por exemplo, na Educação, a continuidade na implantação do turno integral, em Obras dar sequência nos investimentos em infraestrutura urbana e rural e na Saúde manter e ampliar as metas alcançadas desde a atenção básica até as complexidades maiores, viabilizando o bom funcionamento do nosso hospital, além da conquista do novo hospital”, frisa o dirigente.
RESTROSPECTIVA
Vilmar também ressalta como o MDB pretende convencer o eleitorado de que é a melhor opção para o Paço Municipal a partir de 2021. “Um simples exercício de retrospectiva das últimas administrações irá demonstrar a evolução que o município sofreu neste governo de coalizão capitaneado pelo MDB. Sem dúvidas, esse legado vai credenciar o MDB como sendo o partido capaz de arregimentar as forças políticas canelenses para compor um governo que tenha condições de enfrentar os enormes desafios vindouros. O MDB é o autor da pacificação política na cidade. Canela e seu povo estão acima de nossos interesses individuais”, conclui o presidente emedebista. 

PDT DEVE DECIDIR CANDIDATO E VICE

O PDT, liderado por Gino Bazzan, prepara-se para formar um bloco de oposição ao atual governo. A legenda necessita superar algumas dúvidas. Como uma aliança está sendo costurada com o Progressistas, o nome do ex-secretário de Educação Gilberto Tegner, o Tolão, está em alta. No entanto, um grupo de movimentos internos das duas legendas também apostam suas fichas no ex-prefeito José Vellinho Pinto, como cabeça de chapa.
“Não haverá uma disputa interna com o Tolão. O PP e o PDT estão analisando a possibilidade de formar uma frente de oposição ao atual governo. Nessas condições, coloquei meu nome à disposição, mas a Executiva do meu partido trabalha com a candidatura do Tolão”, comenta Vellinho. Além de quem representará o PDT no embate para prefeito, a vaga de vice também segue indefinida. Cogita-se até mesmo uma coligação com PSDB, que indicaria a ex-vice-prefeita e atual vereadora Carmen Seibt para vice. Ou seja, nada está descartado.
TRATATIVAS
Além do Progressitas, o presidente do PDT, Gino Bazzan, conta que a agremiação está em tratativas com siglas como o PR e o PT. Questionado sobre qual o nome mais forte para ser vice na chapa majoritária com o PDT ou com quais nomes o partido negocia a vice, Bazzan é enfático. “Os partidos têm nomes qualificados para ofertar, como Erni, Cléo, Leandro, Elton Franzen, Osmar, entre outros”.
Segundo ele, as principais bandeiras que serão defendidas pelo PDT no processo eleitoral serão Educação, Trabalho, Emprego e Renda. “Bem como discutiremos Mobilidade Urbana, Saúde, Saneamento Básico e Habitação. Nesses aspectos, estamos muitos carentes”, afirma. “Vamos propor um viés propositivo de propostas para melhor conduzir a cidade de Canela. Somos capazes de mostrar para a cidade que estamos à disposição de montarmos uma proposta de governo que venha ser a melhor via, para retomada do crescimento”, acrescenta Gino. O dirigente salienta como o PDT pretende convencer o eleitorado que é a melhor opção para a Prefeitura a partir de 2021. “Não há somente uma maneira de solucionar os problemas. Muitas vezes quem está fora pode ter a noção exata das correções de rumo que a cidade precisa. Quem está dentro, tende a repetir as ações e os resultados, ou seja, Canela continuará com problemas sérios na área social, na saúde e no desenvolvimento e isto nós sabemos como melhorar”, finaliza. 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para ELEIÇÕES 2020

Enviando Comentário Fechar :/

Últimas Notícias

Matérias de Capa

PUBLICIDADE Jornal Nova Época