Jornal Nova Época O Jornal do seu tempo

loader
X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
<<< VOLTAR
NADA COMO O BOM CENSO
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

NADA COMO O BOM CENSO

NADA COMO O BOM CENSO

 

Vivo em Canela há 62 anos e uma moradora, que está aqui há apenas sete, em muitos aspectos está conhecendo minha cidade melhor que eu. Mudando para cá após visitar o filho e a nora, a carioca Tereza Thomaz Laranjeira trocou o Rio pelo nosso frio em busca de tranquilidade e mais segurança. Ex-bancária (foi gerente de agência), Tereza é coach motivacional e, afeita às relações humanas, hoje está canalizando seu talento e conhecimento para a tarefa de ser uma recenseadora do Censo Demográfico 2022 do IBGE.


Sua condição de canelense adotiva, as qualidades inatas (como a empatia), sua formação e os anos de contato direto com pessoas lhe deram as ferramentas para ser uma competente entrevistadora. Como desde o início de agosto ela tem ido ao encontro de moradores que, muitas vezes e por N motivos, não estão dispostos a prestar informações, lançar mão da psicologia e da tarimba faz a diferença. Porque os recenseadores, literalmente, não podem levar um “não falo!” para casa. “Quando noto que a pessoa não quer mesmo responder as perguntas, até zangada está, eu digo: desculpa, acho que agora não é o melhor momento pra gente conversar”, diz Tereza. Resiliente, a recenseadora poderá tentar novamente por quatro vezes em outra ocasião e até por telefone.


No Censo que não aconteceu em 2020 devido à pandemia, em apenas dois meses ela já viveu momentos de satisfação e de tensão - provavelmente seus colegas também - como esse: “Em uma ocasião eu voltei à noite para entrevistar em uma rua onde-, durante o dia, não conseguia. Fui hostilizada pelos moradores, diziam que eu estava incomodando, inclusive chamaram a Brigada Militar. Tudo que eu estava fazendo era meu trabalho, até procuro nem entrar nas propriedades”. Cachorros soltos ou abandonados, em grande quantidade são outro grande problema nos bairros. “Eles avançam na gente, muitas vezes nós vemos onde eles são alimentados, mas os moradores do local dizem que não sabem quem são os donos”.


Riscos à parte, Tereza e os recenseadores (contratados em número bem menor que o previsto e necessário), veem in loco problemas que são muitos e suas consequências: de residências superlotadas a muitos jovens em casa que deveriam ter alguma ocupação; de entrevistados cuja passagem da covid-19 deixou -es indiferentes quanto às suas responsabilidades de pais.
Parabéns à Tereza e a essa valiosa equipe que coleta informações que retratam fatos!

O PALCO DA TERRA MÁGICA

A recenseadora Tereza, abaixo
entrevistando Luiz Pedro da Silva

O PALCO DA TERRA MÁGICA

 

 

NA RUA COBERTA, POESIA ESCRITA NA PEDRA

Inaugurou nessa quinta (29), na rua coberta da Estação Campos de Canella, a exposição Figuras e Formas, mostrando o talento de três artistas da escultura.
José Luiz Kanan é prata da casa, canelense
que foi aluno do escultor e artista plástico Mário Palermo (in memoriam) e atualmente participa do Atelier Livre da Prefeitura de Porto Alegre. Kanan trabalha o granito e mostra as obras Aconchego, Cabalístico e Infinito invertido.
Edemir Wandescheer, que expõe permanentemente em Santa Catarina, trouxe
Nascimento de Pegassus, Medusa, Liberdade de Expressão e Gritos de Medusa, em mármore carrara.
Já Ricardo Aguiar, que cursou escultura com José Francisco Alves no Atelier Livre da Prefeitura de POA, encanta com seus mármores Figura Abstrata, Espiral e Pontas.


SERVIÇO

Figuras e Formas estará aberta até 29 de dezembro, gratuita, diariamente das 10 às 22h. É a primeira etapa do Ciclo de Exposições que vai até 31 de julho de 2023. O patrocínio é da Vinícola Jolimont, o agente cultural é a S&S Eventos e o financiamento é da Pro Cultura RS - Lic, Governo do Rio Grande do Sul.

O PALCO DA TERRA MÁGICA

Da esquerda para a direita, Ricardo, Edemir e Kanan

Foto: Cleiton Thiele

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para NADA COMO O BOM CENSO

Enviando Comentário Fechar :/

Últimas Notícias

Matérias de Capa

PUBLICIDADE Jornal Nova Época