Jornal Nova Época O Jornal do seu tempo

loader
X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
<<< VOLTAR
 PREFEITURA BUSCA RECUPERAR ESTRAGOS DO TEMPORAL EM VIAS URBANAS E RURAIS
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

PREFEITURA BUSCA RECUPERAR ESTRAGOS DO TEMPORAL EM VIAS URBANAS E RURAIS

SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA

PREFEITURA BUSCA RECUPERAR ESTRAGOS DO TEMPORAL EM VIAS URBANAS E RURAIS

As fortes chuvas nos últimos dias causaram danos em Canela. A zona rural foi a mais castigada pelos temporais. Em razão dos estragos, a Prefeitura decretou situação de emergência na quarta-feira (22). O pavimento das vias públicas municipais da área urbana e as condições de trafegabilidade das estradas do interior apresentam danos.
A medida visa permitir juridicamente a imediata recomposição do revestimento primário e secundário dessas vias para garantir o tráfego seguro e a regular prestação dos serviços públicos no âmbito municipal, além de autorizar mobilização governamental para a prevenção de possíveis tragédias.
As precipitações intensas provocaram quedas de barreiras principalmente na zona rural, exigindo muita atenção e cuidado dos motoristas que trafegaram pelas localidades do interior. Neste período, a chuvarada de 238,20 milímetros e os fortes ventos também geraram alagamentos em vários pontos de Canela e destelharam 14 residências.


 PREFEITURA BUSCA RECUPERAR ESTRAGOS DO TEMPORAL EM VIAS URBANAS E RURAIS
CHUVARADA causou alagamentos em residências e vários pontos da cidade
Foto: Divulgação


O volume de chuvas, conforme o paço municipal, foi duas vezes superior ao esperado e há previsão de que a instabilidade climática se estenda durante a primeira quinzena de dezembro. Um arroio localizado no bairro São Luiz transbordou e a água invadiu cerca de 10 residências. As recentes intempéries bloquearam totalmente o acesso a Rota Panorâmica (rodovia Arnaldo Opptiz), após uma encosta ceder sobre a pista, mas servidores da Prefeitura atuaram rapidamente no local e a estrada foi desinterditada. Também foram registrados alagamentos em residências e destelhamentos nos bairros São Luiz e Santa Marta.
As tormentas derrubaram barreiras nas localidades Amoreiras, Morro Calçado, Quilombo e Monjolo, interrompendo a passagem de veículos em alguns trechos. As pontes de acessos às localidades Linha 28, Amoreiras e Passo do Louro ficaram interditadas devido ao alto volume das águas e ao acúmulo de detritos. Atualmente, apenas a estrada que dá acesso ao Passo do Louro segue totalmente interditada e a perspectiva da Secretaria de Obras é de que a via seja liberada para o fluxo de veículos até sábado (25).
A Rodovia Constante Felix Orsolin, na localidade Caracol, que dá acesso ao empreendimento Skyglass Canela, ficou bloqueada em virtude da queda de uma árvore de grande porte, mas foi liberada ainda na tarde de sábado. Em casos de novos transtornos causados pelas intempéries climáticas, a comunidade deve entrar em contato diretamente com a Defesa Civil pelo fone (54) 9.9135-1949.
Equipes das Secretarias de Obras e Serviços Urbanos, de Trânsito, Transporte e Fiscalização e de Assistência Social, assim como da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros estão mobilizadas desde o sábado (18) atendendo ocorrências relacionadas aos temporais.

 

 PREFEITURA BUSCA RECUPERAR ESTRAGOS DO TEMPORAL EM VIAS URBANAS E RURAIS
QUEDAS árvores interromperam o fluxo de veículos em algumas vias do interior e da área urbana
Foto: Divulgação


CANELA FAZ DOAÇÃO A IGREJINHA E TRÊS COROAS

 

 PREFEITURA BUSCA RECUPERAR ESTRAGOS DO TEMPORAL EM VIAS URBANAS E RURAIS

A Prefeitura de Canela, por meio da Secretaria de Assistência Social, juntamente com a Defesa Civil, realizou uma mobilização na manhã de domingo (19), com o propósito de auxiliar famílias de Igrejinha que foram atingidas pelas enchentes. Foi enviado um caminhão contendo produtos de limpeza, água e roupas. Conforme o chefe da Defesa Civil de Canela, Joãozinho Silveira, nos próximos dias um novo caminhão será carregado com produtos, mas desta vez o destino será a cidade de Três Coroas.
“Já sofremos com catástrofes climáticas aqui na nossa cidade e sabemos da importância de ajudar ao próximo neste momento de dificuldade. Estamos em contato com órgãos dos municípios do Vale do Paranhana e vamos auxiliar naquilo que estiver ao nosso alcance”, revela Joãozinho.

 

DESLIZAMENTOS, EVACUAÇÕES E MORTES EM GRAMADO

O temporal deixou estragos em diversos pontos de Gramado. O prefeito Nestor Tissot decretou situação de emergência ainda na manhã de sábado (18). Os bairros mais atingidos são Piratini e Três Pinheiros, que precisaram ter casas evacuadas por precaução, mas foram registrados danos no Planalto, Prinstrop, Loteamento Orlandi e na zona rural. Na Linha Marcondes Baixa, duas mulheres morreram soterradas no sábado (18). As vítimas fatais foram identificadas como Elisabeta Maria Benisch Ponath, 51 anos, e Lidowina Lehnen, 86 anos. Outras duas pessoas residiam no local conseguiram sair da casa.
Também no sábado (18), uma residência do bairro Prinstrop foi soterrada. Os moradores ficaram entre os destroços, mas foram retirados do local com vida e encaminhados ao hospital com escoriações. Após atendimento, foram liberados e passam bem. O pronto atendimento foi feito por vizinhos, Brigada Militar Defesa Civil e Corpo de Bombeiros
Outro caso emblemático ocorreu na região da Perimetral, entre os bairros Planalto e Três Pinheiros. O solo cedeu e todas as residências do Três Pinheiros, que fica na parte inferior da encosta, foram evacuadas por medida preventiva no domingo (19). O edifício Ana Carolina, que fica na Ladeira das Azaleias, entrou em colapso e caiu na manhã de quinta-feira (23). O local estava isolado desde sábado (18) e não houve registro de vítimas. O prédio caiu dentro de seu próprio terreno e não atingiu o bairro Três Pinheiros.
Conforme a Prefeitura de Gramado, a instabilidade do solo segue e o episódio do colapso é apenas uma das situações de risco. Portanto, o local onde estava o prédio e o bairro Três Pinheiros continuam isolados.Equipes técnicas reafirmaram que não há previsão de liberação das áreas interditadas. A queda do prédio ocorreu conforme os estudos realizados anteriormente já previam.
O quadro é grave também no bairro Piratini, em direção a localidade de Linha Ávila. Na rua Nelson Dinnebier, 23 residências foram interditadas devido a rachaduras e deslizamento de terras, além de três veículos soterrados com perda total no sábado (18). Um abrigo foi montado junto ao ginásio da Escola Senador Salgado Filho, no bairro Piratini, para onde foram as famílias que precisaram deixar suas residências.
Na manhã de quinta-feira (23), o prefeito Nestor Tissot esteve reunido com todos os secretários municipais para falar sobre as ações que cada pasta está realizando frente às fortes chuvas que atingiram o município nos últimos dias. O Corpo de Bombeiros e a Brigada Militar também participaram do encontro.
A Secretaria da Educação destacou que, a partir de segunda-feira (27), as salas de contraturno escolar do ginásio da Vila Olímpica, na Várzea Grande, serão adaptadas para receber os 176 alunos da escola do bairro Três Pinheiros, EMEF Pedro Zucolotto. Desde quarta-feira (22), as aulas estão ocorrendo de forma on-line.

 

 PREFEITURA BUSCA RECUPERAR ESTRAGOS DO TEMPORAL EM VIAS URBANAS E RURAIS
EDIFÍCIO desmoronou na rua Ladeira das Azaleias
Foto: Bruno Stoltz

 


SITUAÇÃO EM CADA PONTO

Bairro Altos da Viação Férrea: três casas interditadas na quarta-feira (22), na Travessa Locomotiva.
Bairro Prinstrop: uma residência interditada na quarta-feira (22).
Bairro Três Pinheiros: todas as residências interditadas no domingo (19).
Bairro Piratini, na rua Nelson Dinnebier: 23 residências interditadas, além de três veículos soterrados com perda total no sábado (18).
ERS-115: uma residência interditada junto a antiga Famastil no sábado (18).
Rua Ladeira da Azaleias, no bairro Planalto: interdição de todas as edificações da rua a partir do número 444. Além do Edifício Ana Carolina, uma residência e o Condomínio Residencial Don Felipe foram evacuados no sábado (18).
Rua Alameda das Rosas, no bairro Planalto: duas residências interditadas na terça (21).
Linha Caboclo, na rua Moreira: cinco residências interditadas na terça-feira (21).
Linha Marcondes Baixa: dois óbitos causados por soterramento no sábado (18).
Número total de pessoas fora de suas residências: cerca de 200 pessoas.
Número de pessoas em abrigos montados pela Prefeitura de Gramado: 20 abrigados no Pavilhão da Escola Senador Salgado Filho, no bairro Piratini, e 30 no Pavilhão da Escola do bairro Altos da Viação Férrea.


VIAS INTERDITADAS

- Estrada da Linha Tapera: totalmente bloqueada em todo o trecho.
- Ladeira das Azaléias: totalmente bloqueada para a passagem de veículos e pessoas.
- Miguel Tissot, na Várzea Grande: totalmente bloqueada.
- Linha Caboclo, rua Moreira: totalmente bloqueada.
- Estrada na Linha 28: interditada na altura do Ecoparque Sperry.

 

ATIVIDADES TURÍSTICAS ESTÃO MANTIDAS

Em função da repercussão negativa gerada pela disseminação de noticias falsas, o vice-prefeito e secretário de Turismo de Gramado, Luia Barbacovi, e a presidente da Gramadotur, Rosa Helena Volk, fizeram um comunicado oficial sobre a situação do turismo na quinta-feira (23). Os locais atingidos pelas fortes chuvas estão sendo monitorados pela Defesa Civil e forças de segurança, e são casos isolados. As atividades turísticas, comerciais e eventos estão mantidas.
As principais vias de acesso ao município estão liberadas e os parques, restaurantes, hotéis e atrações estão funcionando normalmente. “Estamos em um período de grande visitação da cidade e seguimos de portas abertas para receber os turistas. Os visitantes podem se tranqüilizar, pois as áreas atingidas são pontuais e toda a área comercial do município está desobstruída e segura”, diz Luia.
Já Rosa Helena, destacou que o 38º Natal Luz está ocorrendo normalmente. Os grandes espetáculos acontecem em locais cobertos e de fácil acesso. Atrações como a Parada de Natal e a Vila de Natal, que são ao ar livre, serão transferidos para a Rua Coberta em caso de chuva. “Nossa cidade vive do turismo e essa é a nossa base. A comunidade e o trade estão aqui para receber a todos”, diz Rosa.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para PREFEITURA BUSCA RECUPERAR ESTRAGOS DO TEMPORAL EM VIAS URBANAS E RURAIS

Enviando Comentário Fechar :/

PUBLICIDADE Jornal Nova Época