Jornal Nova Época O Jornal do seu tempo

loader
X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
<<< VOLTAR
REGIÃO BUSCA FREAR O AVANÇO DA COVID-19
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

REGIÃO BUSCA FREAR O AVANÇO DA COVID-19

O que antes era apenas uma perspectiva agora é uma preocupante realidade em Canela e Gramado. Os números viraram pessoas conhecidas. O coronavírus infelizmente chegou! O crescimento dos casos confirmados nos dois municípios tem colocado as autoridades públicas, médicos e responsáveis pela área sanitária em estado de alerta. Até o fechamento desta edição, Canela contabilizava 23 pessoas infectadas e Gramado, 29.
Para evitar o contágio, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o uso de máscara, higienização frequente das mãos com álcool em gel ou com água e sabão e, principalmente, o distanciamento social. As duas cidades estão na bandeira laranja dentro do modelo de Distanciamento Controlado do governo do Estado, o que permite a abertura de estabelecimentos comerciais entre outros setores desde que sejam adotados protocolos preventivos à disseminação do coronavírus. No entanto, a contaminação da população tem aumentado diariamente.
Em dez dias, Canela saltou de 36 casos confirmados para 63. Do total, 39 pessoas estão recuperadas e uma paciente morreu. Já em Gramado, o aumento dos casos em julho é ainda mais exponencial. Em 29 de junho, a cidade vizinha registrava 26 casos confirmados. No boletim de quinta-feira (9), Gramado contabilizava 88 pessoas infectadas, com 57 curadas e dois óbitos. O crescimento é de mais de 240%.
MEDIDAS
Em Canela, foram adotadas várias medidas para prevenir e tratar infectados, como a distribuição de 40 mil máscaras para a população e a implantação de seis leitos com respiradores no Hospital de Caridade para atender casos de média complexidade. Outra iniciativa é a oferta de um tratamento precoce para pacientes que apresentam sintomas da covid-19, realizado com medicamentos alternativos como, por exemplo, a hidroxicloroquina. A terapia ocorre a partir de uma prescrição médica, mas com o consentimento por escrito do paciente. “Não é um tratamento com embasamento científico. Estamos nos baseando em evidências médicas. O médico avalia e diz qual medicamento é mais adequado para o paciente e explica as possíveis reações adversas. O paciente não é obrigado e usar os medicamentos”, comenta a secretária de Saúde, Patrícia Valle. “É uma pandemia. Não sabemos como o vírus se comporta. Diariamente recebemos notícias novas e vamos nos atualizando e nos preparando para o dia seguinte”, comenta Patrícia. Ela reconhece que o crescimento do número de infectados já era esperado principalmente em virtude da chegada do inverno e um mapeamento prévio está sendo feito. “Temos controle da situação, mas é uma pandemia de um vírus desconhecido. Temos aumento do número de casos por questões climáticas e pelo histórico do vírus que tem um pico de contaminação”, diz Patrícia. “Estamos trabalhando desde março. Implantamos muitas ações, nos estruturamos bastante enquanto secretaria para enfrentamento da pandemia”, afirma.
Quanto a recursos para combater o avanço do coronavírus, Canela tem a perspectiva de receber cerca de R$ 4 milhões entre emendas parlamentares e repasses do Governo Federal. Além disso, o Executivo municipal investiu R$ 6,5 milhões a mais na área da saúde em um comparativo com 2019.
Conforme a secretária de Saúde, o município conta com uma assessoria de infectologistas e também realiza um mapeamento preventivo da covid-19, que consiste em um detalhamento do contágio da doença. A atualização do estudo é mensal e está disponível no site da Prefeitura.

MEDIDAS ADOTADAS EM CANELA

• Distribuição de mais de 40 mil máscaras;
• Realização de barreiras sanitárias de orientação com foco nos canelenses e turistas, incluindo medição da temperatura corporal;
• Mapeamento dos infectados no município (idade, bairros, etc);
• Ampliação do horário de atendimento da Unidade Central durante a semana até as 21 horas e abertura nos finais de semana;
• Reformas de ampliação e adequações no Hospital de Caridade de Canela (HCC);
• Aquisição de novos equipamentos para o HCC, como o tomógrafo e o raio X;
• Implantação da tenda junto ao HCC para o atendimento exclusivo aos pacientes com sintomas do novo coronavírus
• Mobilização entre o Poder Público e a iniciativa privada para a implantação da UTI Covid no hospital – processo está em andamento e já foi encaminhado ao Governo do Estado;
• Testagem de todos os profissionais da saúde que estão na linha de frente no combate à pandemia;
• Distribuição de equipamentos de EPI’s aos profissionais da saúde (máscaras, álcool em gel, luvas) e instalação de equipamentos de proteção nas Unidades de Saúde e no hospital.
• Implantação de seis leitos no hospital com respiradores para atender casos de média complexidade.

GRAMADO TEM DUAS VÍTIMAS FATAIS

Em Gramado, o coronavírus fez duas vítimas na última semana. O avanço da covid-19 é registrado diariamente por meio de divulgação de boletins epidemiológicos. “Desde março, diversas ações tem sido desenvolvidas para o enfrentamento da Covid-19. A gente sabia que em um determinado momento ela chegaria com mais força, com mais intensidade, como estamos verificando agora. Por isso, estamos investindo em ações pontuais. Os números são altos, preocupam, mas as ações que vem sendo feitas desde março estão contribuindo para o enfrentamento da doença neste momento”, avalia o secretário de Saúde, João Teixeira.
Além das ações já realizadas, estão previstas a compra de testes e contratação de mais profissionais, para atender às demandas do ambulatório exclusivo Covid. Está prevista a abertura de um ambulatório para síndromes gripais também na Várzea Grande (junto a ESF da Vila Olímpica), medida que também ajuda a reduzir a procura por atendimento no hospital. Desde março, os órgãos de saúde oferecem tratamento precoce.
O Conselho Técnico para Enfrentamento ao Coronavírus do Hospital São Miguel e a Secretaria da Saúde apresentaram, na tarde de sexta-feira (3), a experiência do uso de medicamentos alternativos, como a hidroxicloroquina, no tratamento de pacientes com covid-19. Segundo dados apresentados, 152 pessoas foram submetidas ao método preventivo e nenhuma delas evoluiu para um quadro mais grave da doença. “A terapia é favorável quando o paciente está no início dos sintomas de síndrome gripal”, afirma o coordenador da UTI do São Miguel, Fabiano Ruoso.

MEDIDAS ADOTADAS EM GRAMADO

• Abertura de nove novos leitos de UTI, sendo oito com recursos federais e um estaduais;
• Abertura de um ambulatório exclusivo para Covid (tenda) no Posto de Saúde do Centro. Desde o fim de semana passado está funcionando aos finais de semana, das 8 às 21 horas, diariamente;
• Contratação de profissionais de saúde;
• Contratação temporária de agentes sanitários;
• Compra de testes para aumentar as testagens

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para REGIÃO BUSCA FREAR O AVANÇO DA COVID-19

Enviando Comentário Fechar :/

Últimas Notícias

Matérias de Capa

PUBLICIDADE Jornal Nova Época