Jornal Nova Época O Jornal do seu tempo

loader
X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
<<< VOLTAR
Um grande susto!
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Um grande susto!

Sábado, dia 21 de agosto, saí para andar de bicicleta com um grupo de amigos. Faríamos a descida do Chapadão, contornando os morros e subindo pelo São João. Estava particularmente feliz pois via um progresso muito interessante na prática do ciclismo. Durante minha infância sempre andamos de bicicleta e ela era nosso principal meio de locomoção e brincadeiras.
Há aproximadamente dois meses retomei o esporte, investi numa bicicleta e em equipamentos de segurança e proteção. É um esporte relativamente seguro, mas com riscos.
Durante a descida do Chapadão, em um momento de distração, me assustei com o celular frouxo preso ao guidão da bicicleta e freei. Ao frear, a roda dianteira travou e fui arremessado da bicicleta, caindo de frente, com a cabeça e os braços na estrada de chão batido e pedregosa.
Não perdi a consciência em nenhum momento. Mas logo que percebi o que havia acontecido, vi que algo estava errado com meu braço direito, pois não conseguia movimentá-lo, bem como com minha mandíbula. Um dos amigos veio a mim e me disse que eu possuía um corte grande na região do queixo, o que fez sentido para mim pois havia bastante sangue. Além disso, eu tinha escoriações nos dedos da mão direita, no joelho direito e cotovelo esquerdo.
Imediatamente ligaram para a SAMU, mas infelizmente, após quase 30 minutos de espera, fui colocado em um carro e levado ao Hospital de Caridade de Canela, neste momento já estava com muita dor e tendo a quase certeza que tinha fraturado o ombro e a mandíbula.
Ao chegar ao hospital o atendimento foi espetacular. A equipe de enfermagem e os médicos me prestaram um atendimento sensacional. Sempre atentos e buscando o maior conforto possível. Após fazer radiografias e tomografia da face, foi constada a luxação do meu ombro direito, felizmente sem fraturas.
Passados dez dias do acontecido me recupero bem, ainda limitado nos movimentos do braço direito e com alguma dificuldade para me alimentar. Como acredito que todo acontecimento deve nos trazer lições, me permito fazer algumas sugestões. A primeira bem prática.
Canela e Gramado estão tomadas de ciclistas, pois temos diversos caminhos fantásticos para essa prática. Não fui o primeiro e não serei o último a me acidentar. Depois fique sabendo que o SAMU não me localizou pois foram por um caminho diferente do que eu estava passando. Felizmente era uma estrada com algum movimento e tive sorte de conseguir uma carona. Então seria interessante que o SAMU ou os bombeiros tivessem um telefone com Whatsapp, onde se pudesse enviar a localização da pessoa quando um acidente destes ocorre. Isto garantiria que o deslocamento ocorresse para o local correto, evitando situações como a que passei.
Outra situação que me impressionou foi a necessidade da UNIMED autorizar os exames de urgência a que eu me submeti. Graças à presteza do pessoal do hospital, o procedimento foi rápido, mas de qualquer forma, houve espera pela obrigatoriedade da autorização do procedimento, sob pena do hospital não receber pelo exame.
Convenhamos que isso é um absurdo! As autoridades de saúde precisam rever esse tipo de norma. Além de tornar mais lento o atendimento, esta prática acaba estimulando que as pessoas, mesmo com plano de saúde, se utilizem do SUS, aumentando ainda mais os custos da saúde pública e desonerando os planos de saúde de pagarem por serviços que seus usuários contratam.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para Um grande susto!

Enviando Comentário Fechar :/

Últimas Notícias

Matérias de Capa

PUBLICIDADE Jornal Nova Época