Jornal Nova Época O Jornal do seu tempo

loader
X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
<<< VOLTAR
UNIÃO DE ESFORÇOS ESTÁ NORMALIZANDO O COTIDIANO DOS CANELENSES
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

UNIÃO DE ESFORÇOS ESTÁ NORMALIZANDO O COTIDIANO DOS CANELENSES

DANOS CAUSADOS PELO TEMPORAL

UNIÃO DE ESFORÇOS ESTÁ NORMALIZANDO O COTIDIANO DOS CANELENSES


Canela segue mobilizada para recuperar-se dos estragos causados pela tempestade que atingiu a cidade entre a noite de terça-feira (16) e início da madrugada de quarta-feira (17). A chuva intensa e os fortes ventos deixaram um rastro de destruição, tombando árvores, danificando veículos, destelhando casas e afetando o fornecimento de energia elétrica, internet e outros danos. O temporal causou pânico e trouxe perigo para a população, uma vez que, a ventania atingiu 103/km. Desde o começo da madrugada de quarta-feira, a Secretaria de Obras, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e voluntários estão nas ruas para atender ocorrências relacionadas ao forte temporal. As equipes trabalharam sob chuva ao longo da madrugada atuando na remoção de árvores caídas, fios e postes de energia caídos, auxiliando no desentupimento de bocas de lobo (bueiros) em diversas vias, além de estragos provocados pelos fortes ventos como quedas de muros e residências destelhadas.
Levantamento da Defesa Civil indicou que aproximadamente 250 casas tiveram danos registrados em telhados, três residências foram completamente destruídas devido à queda de árvores, sendo duas nos bairros Santa Marta e outra no Leodoro Azevedo. Os bairros mais atingidos foram o Santa Marta e o Dante, onde 11 pessoas tiveram que deixar suas casas e em um primeiro momento foram abrigadas no Centro Social Padre Franco, mas acabaram posteriormente sendo recebidas em casas de familiares. Diante dos inúmeros estragos causados pelo grande volume de chuvas e força dos ventos, o prefeito em exercício, Jefferson de Oliveira decretou na manhã de quarta-feira (17), Situação de Emergência no município.
A medida de calamidade pública permitiu com amparo jurídico, a imediata recomposição das áreas afetadas, bem como agilidade no fornecimento de materiais de construção civil em caráter de assistência à comunidade. Segundo o decreto assinado pelo prefeito, “autoriza-se a mobilização de todos os órgãos municipais para atuarem sob a coordenação da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil, nas ações de resposta ao desastre, reabilitação do cenário e reconstrução”. “O decreto assinado vai permitir que possamos ter mais agilidade na utilização de recursos para promover dignidade para as famílias atingidas. Algumas famílias perderam tudo e a Defesa Civil apoiará cada uma delas através de ações fundadas neste decreto”, explica o prefeito.
Como forma de minimizar os impactos provocados pelo temporal que atingiu o município e a região na última quarta-feira, a Secretaria de Assistência Social, juntamente com a Defesa Civil Municipal, já distribuiu mais de três mil metros de lonas para cerca de 100 famílias que tiveram danos nos telhados das suas moradias provocados pelos fortes ventos ou quedas de árvores. Já a Secretaria de Obras e Serviços Urbanos, em conjunto com o Corpo de Bombeiros, continua atuando na limpeza da cidade removendo árvores e galhos que ficaram espalhados nas vias públicas. “União é a palavra que define o trabalho de recuperação. Tanto a Defesa Civil, Bombeiros e a comunidade estão muito empenhadas”, resume o coordenador da Defesa Civil, João Silveira.
Segundo ele, estão sendo investidos R$ 50 mil na compra de três mil telhas (quatro milímetros). “Estamos tendo um pouco de dificuldade de encontrar este material nas lojas de construção em virtude da grande demanda. Mas as telhas estão chegando e nesta sexta-feira (19) devemos iniciar as entregas às famílias atingidas”, projeta João Silveira, destacando que a Defesa Civil recebeu 191 solicitações para atendimentos de ocorrências até a manhã de quinta-feira (18) e realizou 93 visitas técnicas ao longo de quarta-feira (17). “Pedimos a compreensão da população em virtude do alto volume de serviços. Seguimos trabalhando e empenhados em atender à comunidade da forma mais ágil possível”, destaca o coordenador. “Ainda tem bastante árvores para serem recolhidas e limpeza de ruas para serem feita”, conta Silveira.


UNIÃO DE ESFORÇOS ESTÁ NORMALIZANDO O COTIDIANO DOS CANELENSES
BOMBEIROS atenderam a mais de 30 ocorrências envolvendo remoção de árvores


O Corpo de Bombeiros recebeu durante a quarta-feira (17), 43 chamados de emergência, e até ontem tinha atendido 38 ocorrências. Um total de 18 árvores foram cortadas para desobstruir ruas, 42 árvores que tinham tombadas sobre casas e muros foram removidas e outras 22 que caíram sobre a rede de alta tensão foram isoladas e posteriormente retiradas por equipes da Rio Grande Energia (RGE). “Foram causados muitos danos estruturais e patrimoniais. O nosso trabalho ainda está em andamento para reduzirmos danos e riscos para a reestruturação da cidade e famílias”, comenta o comandante do Pelotão Militar dos Bombeiros de Canela, capitão Pedro Henrique Costa.

 

UNIÃO DE ESFORÇOS ESTÁ NORMALIZANDO O COTIDIANO DOS CANELENSES
EM VÁRIOS pontos da cidade árvores tombadas tiveram que ser cortadas


CADASTRO E LAUDO TÉCNICO
Para solicitar o repasse de telhas os cidadãos afetados pelo temporal devem procurar a sede da Secretaria de Assistência Social localizada na Rua Augusto Pestana n° 455 ou os Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) dos bairros Santa Marta na Rua da República nº134 e Canelinha situado na Avenida Cônego João Marchesi nº 420. “É necessário fazer um cadastro para os nossos técnicos elaborarem um laudo referente ao que foi danificado na casa. E se os moradores puderem apresentar fotos dos estragos, isso vai ajudar no processo”, ressalta João Silveira.
Já o secretário de Assistência Social, Artur Pacheco, informa que a pasta está prestando todo auxílio possível dentro da legislação às três famílias que tiveram suas casas completamente destruídas (duas mo bairro Santa Marta e uma no bairro Leodoro de Azevedo). “Quem puder ajudar com doações de móveis e utensílios domésticos pode fazer contato diretamente com a Secretaria”, ressalta Pacheco. Mais informações pelos telefones (54) 3282-5140 - Assistência Social ou (54) 9.9135-1949 - Defesa Civil.


CONTATOS DE EMERGÊNCIA
A Prefeitura reforça a importância da população buscar auxílio e informar sobre ocorrências através dos telefones de emergência 193 (Bombeiros) ou (54) 9.9135-1949 (Defesa Civil). “A colaboração de todos é crucial para superar esse momento desafiador. A solidariedade e a união da comunidade são fundamentais para a rápida recuperação”, destacou o prefeito em exercício Jefferson Oliveira. O governo municipal segue monitorando de perto a situação e trabalhando para prestar assistência aos locais mais afetados. “A segurança e o bem-estar dos cidadãos são prioridades e a Prefeitura está empenhada em garantir uma resposta eficiente diante dos impactos causados pelo temporal. Pedimos a compreensão e a colaboração de todos neste momento delicado, reforçando a importância da prevenção e da comunicação constante para enfrentarmos, juntos, os desafios que se apresentam”, finaliza Jefferson.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Olá, deixe seu comentário para UNIÃO DE ESFORÇOS ESTÁ NORMALIZANDO O COTIDIANO DOS CANELENSES

Enviando Comentário Fechar :/

PUBLICIDADE Jornal Nova Época